Ataques de pânico: por que eles aparecem? Como eliminá-los?

Milhões de pessoas em todo o mundo sofrem deste transtorno, um medo intenso e repentino que dura cerca de dez minutos. A boa notícia é que é tratável. Leia o seguinte artigo, onde você receberá informações sobre ataques de pânico: por que eles aparecem? Como eliminá-los?

Ataque de pânico: o que saber

O transtorno de pânico é um problema de ansiedade que pode causar medo intenso, sobre algo ruim que está prestes a acontecer. As razões pelas quais eles aparecem ainda não são claras, mas é conhecido, por exemplo, que elas são mais propensas a sofrer se houver uma história familiar. É duas vezes mais freqüente nas mulheres do que nos homens. Os sintomas começam a aparecer antes dos 25 anos e se estendem aos 35 anos. Também pode ocorrer em crianças, mas não é diagnosticado até uma certa idade.

A crise ou ataque começa de repente e atinge seu ponto máximo em 15 minutos (média). Em alguns casos, os sintomas continuam por uma hora e muitos os confundem com um ataque cardíaco. Quando uma pessoa experimentou seu primeiro ataque de pânico, eles provavelmente terão medo de tê-lo novamente, evitando ficar sozinho ou ausente da ajuda médica.

Para que um episódio seja considerado um ataque de pânico, pelo menos quatro dos seguintes sintomas devem ser atendidos ao mesmo tempo ou em um tempo muito curto:

    • Dor ou desconforto no baú
    • Tonturas
    • Desmaio
    • Medo de morrer
    • Sentimento de sufocação
    • Medo de perder o controle
    • Sentir-se irracional
    • Nausea
    • Estômago virado
    • Tinging nas extremidades
    • Entestínio
    • Palpitações e frequência cardíaca rápida

Dificuldade em respirar ou sufocar

  • Chills
  • Suoração excessiva
  • Tremores

É provável que um paciente com ataques de pânico quer recorrer a álcool ou drogas, além de sofrer de depressão ou tristeza aguda. É necessário ter em mente que eles não podem ser preditos, pois nos momentos antes do episódio a pessoa é “normal” fazendo suas atividades como se nada.

Algumas dicas para o ataque de pânico:

  • Ir para o médico para um check-up geral, incluindo eletrocardiograma e exames de sangue, para descartar qualquer outro transtorno ou doença.
  • Ir para o psicólogo e fazer terapia pode ajudar a acalmar a ansiedade ou a ansiedade causada pelos ataques. Durante as sessões serão temas como relacionamentos com outros, sentimento de perigo, medos na infância, coisas que assustam, se você tiver pesadelos, etc.
  • Não beba álcool, fumaça Nem consumir drogas antidepressivas. Também é aconselhável parar de beber café ou derivados (como refrigerantes). Coma sempre em horários regulares, faça exercício semanal e dorme sete a oito horas por dia.

Remédios caseiros para ataques de pânico

Respire um saco de papel

No momento em que o episódio está acontecendo, coloque uma bolsa de papel na boca e respire o mais rápido possível. Embora existam algumas controvérsias, porque é indicado que traz efeitos negativos para o corpo (respirando mais oxigênio do dióxido de carbono), a verdade é que ajuda a aliviar os sintomas. A eficácia deste método é de curto prazo, diminui a respiração e relaxa a intensa hiperventilação. É necessário que tanto a boca como o nariz estejam dentro da bolsa e repita dez inspirações e exalações no máximo. Remova o saco, respire normalmente por cerca de 15 segundos e repita.

Gerencie o estresse

Os ataques de pânico são mais do que relacionados ao estresse e à ansiedade. Portanto, para evitá-los, é necessário saber como controlar ambos os sentimentos. Por sua vez, quando sofrem vários episódios, as pessoas se tornam violentas e perigosas, especialmente quando outras tentam ajudá-las. Fazer exercícios como esportes (natação, ciclismo, caminhada), ioga ou meditação podem ajudar muito, porque servem para liberar endorfinas calmantes e porque permitem a geração de novas células cerebrais.

Consumir suplementos naturais

Os mais recomendados são a vitamina B e B6, porque ajudam a reduzir a ansiedade, instabilidade emocional, fadiga, irritabilidade e agitação causada por ataques de pânico. A função nervosa será promovida. Não se esqueça de cálcio e magnésio e tome uma dieta equilibrada. Uma forma natural de incorporar vitamina B no corpo é com levedura de cerveja, também o germe de trigo (natural ou como óleo). Não se esqueça de adicionar a sua dieta a aveia, amêndoas, nozes e avelãs, bem como os seguintes vegetais: alface, feijão, rabanete, espinafre, endívia, repolho e couve-flor.

Drink valeriana

É uma planta bem conhecida por suas propriedades tranquilizantes. Ele relaxa o sistema nervoso central e permite combater todos os tipos de doenças que têm a ver com este setor. Além disso, a valeriana é excelente para estabilizar a freqüência cardíaca e é aconselhável em casos de arritmias de sofrimento ou palpitações nervosas. Beba até duas infusões por dia para estabilizar o pulso.

Aproveite os benefícios das plantas

A valeriana não é a única erva que pode ser usada para tratar ataques de pânico. Eles também servem ginseng (com propriedades ansiolíticas e antidepressivas), folhas de laranja (ideal para problemas nervosos se você beber como uma infusão com duas folhas por xícara de água fervente) e bálsamo de limão (é um dos as plantas medicinais mais eficazes para reduzir a depressão, para ser calmante e ajudar a adormecer).